Marketing Para Restaurantes: 23 Dicas Práticas Para Divulgar Seu Restaurante

Investir em marketing para restaurantes não é uma tarefa fácil.

Afinal, há uma vasta concorrência no segmento.

Para se destacar, é preciso contar com diversas estratégias e tornar o seu empreendimento bem-sucedido, inclusive no ambiente digital.

Por se tratar de um setor tradicional, muitos administradores encontram dificuldades em seu esforços de marketing, justamente por que é na web e não no offline que estão as melhores oportunidades e resultados.

No entanto, é preciso se adaptar.

Neste momento, há diversos negócios locais aumentando os seus ganhos com estratégias online.

No ramo alimentício, não é diferente.

Se, por um lado, os investimentos ainda engatinham para gerar novas oportunidades, essa baixa concorrência também exige saber que há um vasto universo a ser explorado.

E nele, certamente, os pioneiros se destacam.

Se você quer saber tudo sobre marketing para restaurantes e bares, tanto off quanto online, chegou ao lugar certo.

Neste artigo, vou explicar qual é a receita do sucesso para atrair um maior número de clientes.

Acompanhe a leitura!

Como fazer um plano de marketing de restaurantes

Todo plano de marketing para restaurantes começa com a definição da estratégia.

É com ela que você pode executar, medir e avaliar a eficiência de suas ações.

Ou seja, conhecer profundamente os detalhes do negócio, assim como os pontos fortes e fracos, facilitando as tomadas de decisões.

O planejamento também é o responsável por delegar tarefas, antever problemas e fazer com que os processos sejam cumpridos dentro daquilo que se espera

E, é claro, possibilita a observação precisa para identificar o que funciona e o que deve ser descartado.

Dito isso, só resta saber como fazer um plano de marketing para restaurantes, certo?

Abaixo, confira um passo a passo para facilitar essa tarefa.

Passo 1 – Analisar o mercado

A análise do mercado consiste em uma avaliação 360º do negócio.

Nela, são considerados elementos internos (microambiente) e externos (macroambiente).

Ou seja, aponta-se as forças, fraquezas, oportunidades e ameaças.

Isso inclui os diferenciais competitivos, equipes, logística, componentes econômicos, concorrentes, fornecedores e muito mais.

Agora, vou falar mais especificamente de dois dos mais importantes.

Antes, cabe recomendar a leitura de outro artigo meu, este falando sobre a Análise SWOT, uma ferramenta que você precisa conhecer para cumprir este primeiro passo.

A concorrência

Observar as ações de marketing de restaurantes rivais é a melhor estratégia para começar.

Afinal, se existem pessoas que já realizaram testes, tiveram erros e acertos, por que você deveria arriscar seus investimentos, atuando no escuro, sem referências?

Uma prática muito comum no ambiente online é a avaliação de presença digital.

Afinal, todas as informações estão ao alcance de qualquer um com acesso à internet.

Aqui, você pode fazer algumas observações.

Seu concorrente não aparece no Google?

Ótimo! Então, temos uma oportunidade para ranquear por meio do SEO local.

Ele tem sucesso em promoções em redes sociais?

Essa pode ser uma ameaça ao seu negócio.

Em poucas palavras, você pode se beneficiar tanto na questão da inspiração, quanto para encontrar brechas para se destacar na web.

O cliente em potencial

No mundo do marketing online, chamamos o cliente ideal de persona.

Trata-se de um personagem fictício que representa a pessoa com quem você deve dialogar em suas ações de marketing.

No caso de restaurantes, normalmente, são aquelas que moram nas redondezas ou, quem sabe, turistas que visitam o local em ocasiões especiais.

Note que, para cada um deles, as suas ações serão diferentes.

Um post no Facebook, por exemplo, pode ser direcionado a residentes próximos ou visitantes ocasionais.

E isso é válido para qualquer peça de marketing, seja ela gráfica ou textual.

É por essa razão que ela é um dos mais importantes pontos do planejamento, pois norteia cada uma das ações que será estabelecida.

Passo 2 – Definir os objetivos

Seja qual for a sua intenção ao investir em marketing, definir os objetivos é um passo essencial.

Especialmente quando falamos de marketing na internet.

Isso porque uma das grandes forças da web é a possibilidade de medir seus esforços.

Hoje, tudo pode ser traduzido em dados.

Você sabe quantas pessoas visitaram uma página, clicaram em um link ou curtiram uma publicação, por exemplo.

E essa é uma imensa vantagem competitiva.

Outra atividade importante é o estabelecimento de prazo.

Uma campanha de marketing tem data de início e término.

Ao fim dela, você poderá concluir se os objetivos foram ou não concluídos, mantendo ações que alcançaram bons resultados e deixando de lado aquelas que fracassaram.

Os objetivos são variáveis, mas existem alguns exemplos como:

  • Posicionar-se como o melhor restaurante da região em um determinado nicho
  • Aumentar em 10% o número de clientes nos finais de semana
  • Fazer com que as pessoas passem a utilizar o sistema de delivery.

Passo 3 – O plano de marketing de restaurantes

Depois de estabelecidos alguns parâmetros, é hora de colocar o seu plano de marketing no papel.

Aqui, são decididas todas as ações, suas atribuições, responsáveis e prazos de realização.

Nesse caso, dê asas à sua criatividade.

Dependendo do objetivo, existem uma série de atividades que podem ser realizadas.

Por exemplo:

  • Modificações na identidade visual
  • Alterações no ambiente
  • Investimento em links patrocinados
  • Criação de artigos para o blog
  • Interações em redes sociais
  • Captação de leads
  • Fidelização de clientes via e-mail marketing
  • Posicionamento em plataformas como TripAdvisor e Yelp.

As opções são infinitas.

O importante mesmo é que você tenha as ações bem definidas e execute o plano conforme descrito.

Uma dica para esta etapa é usar a ferramenta 5W2H, que ajuda você a determinar as ações respondendo o que, por que, onde, quando, como, por quem e com qual custo.

23 Dicas Práticas de Marketing Para Restaurantes

Agora que você já sabe como criar o seu plano para melhorar os resultados do negócio, preste atenção no que vem a seguir.

Trago nada menos do que 23 valiosas dicas para você se dedicar com sucesso ao marketing para restaurantes.

Pronto para começar?

1. Ofereça um site funcional e elegante

O seu website, muitas vezes, é o primeiro ponto de contato com os seus clientes.

Eles podem encontrá-lo por meio do Google, redes sociais ou outros canais digitais.

Portanto, um design amigável, com bons processos de navegação e intuitivo é essencial.

2. Invista no marketing de relacionamento

Comida é coisa séria.

Por conta disso, o marketing de relacionamento é uma das ações mais importantes em serviços de restaurantes.

Tais estratégias podem ser aplicadas tanto pessoalmente, quanto na web, por meio dos canais digitais.

3. Aposte no marketing de indicação

Quando falamos sobre alimentos, as pessoas são exigentes.

Portanto, é muito mais fácil elas confiarem em outros consumidores do que em anúncios, por exemplo.

O marketing de indicação é uma saída para esse problema.

Ele consiste em incentivar as recomendações por parte de pessoas que já frequentaram o estabelecimento.

4. Promova seu restaurante nas mídias sociais

Hoje em dia, quase todo mundo usa redes sociais.

Esses pontos de interação online são fundamentais se você deseja se aproximar de seus clientes.

Por isso, a presença digital em canais como Facebook, Twitter e YouTube pode fazer toda a diferença.

Nesse sentido, mídias voltadas ao apelo visual, como Pinterest e Instagram, também são boas pedidas.

5. Capriche nas fotos do restaurante

No tópico anterior, eu citei a importância do apelo visual em restaurantes.

Boas imagens são verdadeiros gatilhos mentais nesse segmento.

Então, vale a pena investir em fotos profissionais para atrair pessoas para o seu negócio.

6. Tenha o cardápio no site

Não há nada mais irritante para um cliente do que ter que ligar para o restaurante para saber informações do menu.

E você não quer perder oportunidades por isso, não é mesmo?

Em vez de dar essa mancada, deixe uma cópia do cardápio em seu site e facilite o processo.

7. Produza conteúdo em um blog

O marketing de conteúdo é um dos pilares da comunicação digital hoje em dia.

Artigos para blogs, por exemplo, são responsáveis por gerar tráfego constante para suas páginas.

Essa é uma excelente ideia para fazer com que desconhecidos o encontrem na web e se tornem clientes.

8. Use o site para promover conteúdos dos clientes

O conteúdo gerado pelo usuário (User Generated Content ou UGC) traz consigo uma carga generosa de credibilidade.

As pessoas confiam umas nas outras.

Então, quando alguém fizer uma postagem a respeito de seu restaurante, a compartilhe para o mundo.

E você colhe os louros disso.

9. Apresente a equipe de trabalho no site e redes sociais

Vivemos uma nova era no mundo dos negócios.

Hoje em dia, as pessoas querem saber quem são os colaboradores de seus locais favoritos.

Portanto, apresentá-los por meio de seus canais digitais passa uma boa impressão e pode estimular um ganho de produtividade por parte dos funcionários.

10. Garanta sua presença em redes de localização e avaliação

A geolocalização está presente em diversos recursos, como GPSs, aplicativos e outras ferramentas.

Por isso, é preciso garantir que o seu restaurante ou bar esteja em todas elas, já que as recomendações são realizadas mediante à proximidade.

11. Dedique atenção à identidade visual nas comunicações

Apostar na identidade visual de seus materiais de comunicação é uma ação necessária.

Utilizando elementos de branding, você pode passar uma boa impressão antes, durante e depois da prestação de serviço.

12. Crie um programa de fidelidade

É muito mais barato fidelizar um cliente do que conquistar novos.

Aumentar a taxa de retorno é algo que realmente faz toda a diferença no ramo de restaurantes.

Nesse sentido, um programas de fidelidade pode ser um poderoso aliado.

13. Trabalhe com cupons de descontos para os clientes

Cupons de desconto geram uma sensação de urgência nos consumidores.

Eles têm prazo de validade, o que estimula o consumo imediato.

No marketing para restaurantes, distribuí-los em datas para as quais você deseja a lotação máxima é uma ótima ideia.

14. Participe de sites de compras coletivas

Em uma linha semelhante, os sites de compras coletivas, como Groupon e Peixe Urbano, são ferramentas valiosas.

Todos os dias, milhares de pessoas recebem ofertas por meio de canais de comunicação dessas ferramentas.

Pode ser um tiro certeiro para aumentar as vendas do restaurante.

15. Tenha delivery de pedidos

O consumidor moderno está acostumado à comodidade.

Nesse contexto, oferecer a entrega de pedidos pode aumentar gradualmente as suas vendas.

Aplicativos como iFood e Rappi permitem a inscrição com apenas alguns cliques, então, não perca tempo e comece a atender solicitações do delivery.

16. Ofereça a possibilidade de reservas online

Uma das piores impressões que um cliente pode ter é chegar ao local e ter que esperar algumas horas ou, pior, dar de cara com uma placa de “lotado”.

E o mais chato disso tudo é que boa parte deles não volta mais ao local e ainda sai dali com uma imagem bem ruim, que não raro é compartilhada em um post em rede social.

Por isso, implementar a funcionalidade de reserva por meio do site é um ponto crucial.

17. Segmente os clientes com a geolocalização

A geolocalização permite que anúncios em plataformas de publicidade online como Google Ads e Facebook Ads atinjam somente pessoas que estejam por perto.

Ao segmentar o público por localidade, você garante que seus anúncios atinjam somente pessoas que realmente podem visitar o seu estabelecimento.

18. Tenha uma conta no Google Meu Negócio

O Google Meu Negócio é a ferramenta de estratégia local do maior mecanismo de buscas do mundo.

Assim, quando alguém buscar pelo seu restaurante, terá informações como telefone, endereço e opinião de usuários em seus resultados.

Seria um erro gravíssimo não ter o seu estabelecimento lá.

19. Organize festivais e eventos

A organização de eventos é ótima para atrair muitas pessoas em um curto período de tempo.

Além disso, esse tipo de iniciativa pode ser responsável por criar uma boa impressão junto ao público.

20. Projete produtos com a sua marca

Não é porque o seu restaurante é focado em self-service, por exemplo, que você não pode criar seus próprios produtos.

Essa é uma ótima tática para que as pessoas sempre se lembrem da sua marca.

21. Anuncie na sua região

Na web, tem muitas oportunidades para divulgar seu estabelecimento.

Mas você pode ir além.

A mídia tradicional pode ser uma grande aliada nas estratégias de marketing para restaurantes, sabia?

Flyers, outdoors, banners e até mesmo anúncios em jornais, rádio e TV locais se apresentam como soluções alternativas.

22. Produza materiais para envio à mídia

As relações públicas (RP) precisam estar em dia para que suas campanhas atinjam seu potencial máximo.

Assim, informes levados à mídia devem ser criados com frequência, especialmente em ocasiões especiais.

23. Ofereça o restaurante para profissionais e empresas de eventos

Outra opção muito interessante é a de fechamento do local para eventos fechados.

Além do aluguel, você pode oferecer o buffet e aumentar ainda mais os seus ganhos.

Conclusão

Então, o que achou de todas essas dicas?

Neste artigo, você aprendeu tudo sobre o marketing para restaurantes e bares.

No início, viu como elaborar o seu próprio plano para alavancar as vendas por meio de um passo a passo.

Também observou uma série de sugestões para que suas campanhas atinjam os resultados esperados.

Eu espero que este conteúdo tenha utilidade para você e seu empreendimento.

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

× Como posso te ajudar?
Layout Agência de Marketing São Paulo